Este site usa cookies. Ao selecionar Aceitar Todos estás a concordar com o seu uso.
Apenas os Necessários
Aceitar Todos
Apenas os Necessários
Carrega Enter para pesquisar ou escreva.
Sugestões
Curso Profissional de Fotografia
Curso Geral de Fotografia
Curso Especializado de Fotografia
Porto
Lisboa
Diurno
Noturno
Fim de semana

Pesquisar

Cesto (0)

Menu

Blog

Da “Camera Obscura” à Câmera Fotográfica: Descoberta, Evolução e Técnica

28 Fevereiro, 2024

Share

O conceito de camera obscura não soará estranho aos apaixonados por fotografia. De facto, tanto para falar de História de Fotografia quanto de Técnica Fotográfica, temos de começar por aqui, o ponto de partida desta grandiosa descoberta que, apesar de ser relativamente recente, é já uma área de amplo interesse para o público em geral.

Muito antes do aparecimento da Fotografia já se produziam imagens de coisas iluminadas do exterior. Usava-se para isso a chamada camera obscura. Era um espaço que tanto foi de arquitetura para observação do eclipse solar de 1544, como apenas uma pequena caixa portátil (ver desenhos abaixo).

Diferenças fundamentais entre a camera obscura e a câmera fotográfica não são realmente nenhumas: a câmera fotográfica também é um espaço no interior do qual se forma a imagem das coisas do exterior.

A diferença real entre estes dois instrumentos de ótica está na natureza efémera da imagem da camera obscura e no facto de a imagem da câmera fotográfica ser tendencialmente permanente: naquela, a luz que vem do exterior e a imagem que ela transporta projetam-se num vidro ou num papel; nesta projetam-se num matéria sensível à luz (filme ou cartão digital) e que pode reter essa imagem depois de um tratamento químico (na Fotografia chamada “analógica”) ou imediatamente, na fotografia digital.

E atualmente, ainda se usa a camera obscura?

Ainda hoje muitos apaixonados pela fotografia usam a camera obscura na versão original de caixa sem objetiva para fazerem fotografia a se dá o nome de fotografia pinhole (palavra inglesa) ou de “buraco de agulha”, a que é dedicado o último domingo de Abril (em 2017, o Dia Mundial da Fotografia Pinhole é 30 de Abril).

Embora o termo “fotografia” tenha aparecido mais tarde, podemos dizer que a camera obscura se transformou em câmera fotográfica quando o tal papel ou vidro da camera obscura foi substituído pela referida superfície sensível.

Ainda na fase de camera obscura, o seu orifício de entrada da luz, foi equipado com uma lente convergente. Esta primeira objetiva permitiu o aumento do diâmetro  do seu orifício e a consequente maior luminosidade da imagem.

Hoje, nas câmeras de melhor qualidade a objetiva é complexa: é composta por várias lentes, umas convergentes outras divergentes, soltas ou coladas, fixas ou móveis, em vidro de diversas características. No campo do material sensível para captação da imagem, a maior evolução registou-se na qualidade dos materiais sensíveis e no aparecimento do registo digital da imagem

Há muito mais a dizer sobre a evolução do fotográfico, mas a camera obscura é um tema incontornável, uma vez que possibilitou a sua criação.

Augusto Moraes Sarmento

Se gosta de História da Fotografia, descubra mais um “clique de história“, através da nossa infografia sobre a evolução da Fotografia até aos dias de hoje.