Este site usa cookies. Ao selecionar Aceitar Todos estás a concordar com o seu uso.
Apenas os Necessários
Aceitar Todos
Apenas os Necessários
Carrega Enter para pesquisar ou escreva.
Sugestões
Curso Profissional de Fotografia
Curso Geral de Fotografia
Curso Especializado de Fotografia
Porto
Lisboa
Diurno
Noturno
Fim de semana

Pesquisar

Cesto (0)

Menu

Uncategorized

3 ideias-chave sobre Timelapse para fotógrafos

12 Dezembro, 2023

Share

Já ouviu falar de Timelapse? Provavelmente, sim. E mesmo que não tenha ouvido o termo, já se cruzou com a técnica, enquanto observador.

É normal nos dias de hoje vermos em programas de televisão, por exemplo, acontecimentos que ocorrem ao longo do tempo, mas que são mostrados rapidamente, tais como: a construção de um edifício, a via láctea a deslocar-se ao longo de uma noite de verão, rios que secam rapidamente, flores a desabrochar, fantásticos pôr-do-sol, neblinas que parecem ondular como se de um mar se tratasse. A isto eu designo de fotografia em movimentotimelapse.

Fotografia de Paulo Ferreira

Mas como funciona o timelapse?

Na verdade trata-se de uma técnica muito antiga mas que nos últimos tempos, em virtude do digital, tem vindo a crescer, uma vez que, actualmente, é relativamente fácil manusear centenas ou mesmo milhares de fotografias de uma só vez. É uma técnica fotográfica que regista sequências de frames (fotografias) em intervalos de tempo bem definidos e que tem como objectivo capturar mudanças que ocorrem muito lentamente. Quando juntamos estas fotografias, e reproduzimos o video a uma velocidade normal, a acção parece muito mais rápida.

A produção de filmes

O timelapse tem vindo a ser utilizado para produzir filmes de enorme qualidade fotográfica e também para complementar produções em vídeo e por isso está directamente dependente daquilo que se designa “frame-rate”. Muitos dos aparelhos de reprodução a nível mundial usam 24 ou 25 fps (frames por segundo). No timelapse podemos usar 30 fps ou mais. Esta capacidade possibilita a obtenção de vídeo muito fluído e, por isso, mais apetecível em termos visuais.

Fotografia de Paulo Ferreira

Vamos começar?

A verdade é que o timelapse começa no terreno e, porque se trata de fotografia, devemos ter em consideração todos os parâmetros e técnicas fotográficas, para obtermos os melhores resultados. Alterações que normalmente surgem como subtis aos nossos olhos, como o movimento do sol, das sombras e das estrelas no céu, tornam-se evidentes. O primeiro timelapse é sempre um momento que fica para sempre na nossa memória e para o concretizarmos apenas necessitamos de um tripé, uma câmera fotográfica, um intervalómetro e acima de tudo muita paixão pelo que se faz.

Fotografia de Paulo Ferreira

No que diz respeito à minha experiência, tenho estado envolvido em registos desta natureza a nível nacional e internacional. Podem ver alguns dos meus trabalhos aqui.

Paulo Ferreira